cadastre-se educação serviços carreira relaxe Busca

Simulado On-Line
 
HISTÓRIA - FUVEST (1999)

21) T.21 – “Ao povo dei tanto privilégio quanto lhe bastasse, nada tirando ou acrescentando à sua honra; Quanto aos que tinham poder e eram famosos por sua riqueza, também tive cuidado para que não sofressem nenhum dano... e não permiti que nenhum dos dois lados triunfasse injustamente.”
Sobre esse texto, é correto afirmar que seu autor,


a)o dramaturgo Sólon, reproduz um famoso discurso de Péricles, o grande estadista e fundador da democracia ateniense;
b)o demagogo Sólon, recorre à eloqüência e à retórica para enganar as massas e assim obter seu apoio para alcançar o poder;
c)o tirano Sólon, lembra como, astutamente, acabou com as lutas de classes em Atenas, submetendo ricos e pobres às mesmas leis;
d)o filósofo Sólon, evoca de maneira poética a figura do lendário Drácon, estadista e criador da democracia ateniense;
e)o legislador Sólon, exprime o orgulho pelas leis, de caráter democrático, que fez aprovar em Atenas quando governou a cidade.
Resposta


22) T.22 – A peste, a fome e a guerra constituíram os elementos mais visíveis e terríveis do que se conhece como a crise do século XIV. Como conseqüência dessa crise, ocorrida na Baixa Idade Média,


a)o movimento de reforma do cristianismo foi interrompido por mais de um século, antes de reaparecer com Lutero e iniciar a modernidade;
b)o campesinato, que estava em vias de conquistar a liberdade, voltou novamente a cair, por mais de um século, na servidão feudal;
c)o processo de centralização e concentração do poder político intensificou-se até se tornar absoluto, no início da modernidade;
d)o feudalismo entrou em colapso no campo, mas manteve sua dominação sobre a economia urbana até o fim do Antigo Regime;
e)entre as classes sociais, a nobreza foi a menos prejudicada pela crise, ao contrário do que ocorreu com a burguesia.
Resposta


23) T.23 – Já se observou que, enquanto a arquitetura medieval prega a humildade cristã, a arquitetura clássica e a do Renascimento proclamam a dignidade do homem. Sobre esse contraste pode-se afirmar que


a)corresponde, em termos de visão de mundo, ao que se conhece como teocentrismo e antropocentrismo;
b)aparece no conjunto das artes plásticas, mas não nas demais atividades culturais e religiosas decorrentes do humanismo;
c)surge também em todas as demais atividades artísticas, exprimindo as mudanças culturais promovidas pela escolástica;
d)corresponde a uma mudança de estilo na arquitetura, sem que a arte medieval como um todo tenha sido abandonada no Renascimento;
e)foi insuficiente para quebrar a continuidade existente entre a arquitetura medieval e a renascentista.
Resposta


24) T.24 – Quanto à utilização da mão de obra durante o primeiro século de colonização, na região Nordeste do Brasil, pode-se afirmar que


a)o escravo africano foi utilizado, preponderantemente, desde a fase do escambo do pau-brasil;
b)as tribos tupis realizavam o comércio das madeiras com os franceses, ao passo que os aimorés e os nagôs plantavam gêneros alimentícios para os jesuítas e colonos;
c)desde o final do século XVI até o início do XVII, negros e indígenas coexistiam nas propriedades açucareiras realizando, por vezes, tarefas diferenciadas;
d)as principais atividades econômicas nesse período tinham como base o trabalho familiar e a mão de obra livre;
e)a falência do escambo do pau-brasil redundou em utilização exclusiva do indígena na cultura açucareira e na criação do gado, até o final do século XVI.
Resposta


25) T.25 – Segundo as pesquisas mais recentes, pode-se afirmar, em relação aos quilombos coloniais brasileiros, que os mesmos


a)distinguiam-se pelo isolamento, pela marginalização, sem nenhum vínculo com os arredores que os cercavam;
b)eram de caráter predominantemente agrícola, sobrevivendo do que plantavam e do que teciam;
c)eram habitados exclusivamente por escravos fugidos, constituindo-se em verdadeiros Estados teocráticos;
d)dedicavam-se, alguns, à agricultura, outros, à mineração, outros, ainda, ao pastoreio, articulando-se com os núcleos vizinhos através do comércio;
e)existiram apenas durante o século XVII, tendo Palmares como eixo central.
Resposta


26) T.26 – A Guerra da Sucessão Espanhola e o Tratado de Utrecht (1713) representaram


a)a grande penetração inglesa nos mercados da América Espanhola através dos navios de permissão e do “asiento” do tráfico negreiro;
b)o afastamento de Filipe V e sua substituição por Carlos II, o que atendia aos interesses franco-espanhóis;
c)a cessão de Terra Nova e Acádia à França, tornando-se esta a grande rival da Inglaterra na América do Norte;
d)a retomada dos Países Baixos pela Espanha, além de Gibraltar e Minorca, consagrando o poderio espanhol no mundo europeu;
e)o fim dos conflitos coloniais e a vigência do princípio da legitimidade no reconhecimento das independências das novas nações.
Resposta


27) T.27 – Um número considerável de alforrias, a existência de um comércio ilícito, uma grande quantidade de tributos e uma inflação considerável são alguns dos traços que caracterizavam


a)a sociedade colonial brasileira às vésperas da Independência;
b)a economia paulista no auge do século XVII;
c)Pernambuco na segunda metade do século XVI;
d)as missões jesuíticas do Norte;
e)a sociedade mineira do século XVIII.
Resposta


28) T.28 – Pode-se dizer que o ponto de partida do conflito, entre as colônias inglesas da América do Norte e a Inglaterra, que levou à criação dos Estados Unidos em 1776, girou em torno da reivindicação de um princípio e de uma prática que tinham uma longa tradição no Parlamento britânico. Trata-se do princípio e da prática conhecidos como:


a)um homem, um voto (one man, one vote);
b)nenhuma tributação sem representação (no taxation without representation);
c)Declaração dos Direitos (Bill of Rights);
d)equilíbrio entre os poderes (checks and balances);
e)liberdade de religião e de culto (freedom of religion and worship).
Resposta


29) T.29 – A elevação de Recife à condição de vila; os protestos contra a implantação das Casas de Fundição e contra a cobrança do quinto; a extrema miséria e carestia reinantes em Salvador, no final do século XVIII, foram episódios que colaboraram, respectivamente, para as seguintes sublevações coloniais:


a)Guerra dos Emboabas, Inconfidência Mineira e Conjura dos Alfaiates.
b)Guerra dos Mascates, Motim do Pitangui e Revolta dos Malês.
c)Conspiração dos Suassunas, Inconfidência Mineira e Revolta do Maneta.
d)Confederação do Equador, Revolta de Felipe dos Santos e Revolta dos Malês.
e)Guerra dos Mascates, Revolta de Felipe dos Santos e Conjura dos Alfaiates.
Resposta


30) T.30 – Durante o período em que a Corte esteve instalada no Rio de Janeiro, a Coroa Portuguesa concentrou sua política externa na região do Prata, daí resultando


a)a constituição da Tríplice Aliança que levaria à Guerra do Paraguai.
b)a incorporação da Banda Oriental ao Brasil, com o nome de Província Cisplatina.
c)a formação das Províncias Unidas do Rio da Prata, com destaque para a Argentina.
d)o fortalecimento das tendências republicanas no Rio Grande do Sul, dando origem à Guerra dos Farrapos.
e)a coalizão contra Juan Manuel de Rosas que foi obrigado a abdicar de pretensões sobre o Uruguai.
Resposta


31) T.31 - “Um povo pode atingir bem-estar material sem táticas subversivas se ele for dócil, trabalhador e se esforçar sempre para melhorar”
(dos estatutos da Sociedade contra a Ignorância de Clermont-Ferrand, França, 1869).
Sobre o texto, é correto afirmar que exprime um ponto de vista representativo


a)da nobreza, que acreditava ser esse o único caminho possível para o povo melhorar sua condição;
b)dos trabalhadores, conscientes de que somente com educação e trabalho melhorariam sua condição;
c)da burguesia, preocupada com a questão social e com as idéias e teorias de inspiração anticapitalista;
d)do governo francês na III República, preocupado em eliminar a pobreza e a exploração sofrida pelos trabalhadores;
e)das autoridades municipais, sensibilizadas com a ignorância e a miséria dos trabalhadores.
Resposta


32) T.32 – Os investimentos britânicos no Brasil do século XIX podem ser assim caracterizados:


a)preferência pela compra de terras para o café e empréstimos a particulares;
b)escolha de determinados setores para investimento, em função da disputa econômica com os Estados Unidos;
c)prioridade para a área do comércio exterior, como desdobramento do controle sobre a produção agrária;
d)empréstimos ao governo imperial e investimentos no setor de serviços;
e)incentivo à indústria nascente, como decorrência dos lucros advindos da produção cafeeira.
Resposta


33) T.33 – “As lâmpadas estão se apagando na Europa inteira. Não as veremos brilhar outra vez em nossa existência”.
Sobre essa frase, proferida por Edward Grey, secretário das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, em agosto de 1914, pode-se afirmar que exprime


a)a percepção de que a guerra, que estava começando naquele momento e que iria envolver toda a Europa, marcava o fim de uma cultura, de uma época, conhecida como a Belle Époque;
b)a desilusão de quem sabe que a guerra, que começava naquele momento, entre a Grã-Bretanha e a Alemanha, iria sepultar toda uma política de esforços diplomáticos visando evitar o conflito;
c)a compreensão de quem, por ser muito velho, consegue perceber que também aquela guerra, embora longa e sangrenta, iria terminar um dia, permitindo que a Europa voltasse a brilhar;
d)a ilusão de que, apesar de tudo, a guerra que estava começando iria, por causa de seu caráter mortal e generalizado, ser o último grande conflito armado a envolver todos os países da Europa;
e)a convicção de que à guerra que acabava de começar, e que iria envolver todo o continente europeu, haveria de suceder uma outra, a Segunda Guerra Mundial, antes da paz definitiva ser alcançada.
Resposta


34) T.34 – Sobre as reformas urbanas do começo do século, no Brasil, podemos afirmar que


a)foram inspiradas pelas reformas de Londres e Nova York, na segunda metade do século XIX;
b)tiveram uma preocupação com a preservação das construções coloniais, símbolos de nossa história;
c)deslocaram as populações pobres e de baixa renda para as áreas reformadas;
d)causaram pequeno impacto sobre os centros urbanos das principais cidades brasileiras;
e)tiveram por objetivo modernizar as cidades, abrindo avenidas e melhorando os serviços urbanos.
Resposta


35) T.35 – As idéias integralistas, de um modo geral, podem ser definidas como


a)nacionalistas e materialistas;
b)anti-semitas e internacionalistas;
c)estatistas e pacifistas;
d)corporativistas e anticomunistas;
e)antiliberais e anticristãs.
Resposta


36) T.36 – Em 10 de novembro de 1937, para justificar o golpe que instaurava o Estado Novo, Getúlio Vargas discursava:
“Colocada entre as ameaças caudilhescas e o perigo das formações partidárias sistematicamente agressivas, a Nação, embora tenha por si o patriotismo da maioria absoluta dos brasileiros e o amparo decisivo e vigilante das forças armadas, não dispõe de meios defensivos eficazes dentro dos quadros legais, vendo-se obrigada a lançar mão das medidas excepcionais que caracterizam o estado de risco iminente da soberania nacional e da agressão externa.”
Baseando-se no texto acima, pode-se entender que


a)Vargas fala em nome da Nação, considerando-se o intérprete de seus anseios e necessidades;
b)a defesa da Nação está exclusivamente nas mãos do Exército e do patriotismo dos brasileiros;
c)Vargas delega às forças armadas o poder de lançar mão de medidas excepcionais;
d)as medidas excepcionais tomadas estão na relação direta da falta de formações políticas atuantes;
e)Vargas estabelece uma oposição entre o patriotismo dos brasileiros e a ação das forças armadas.
Resposta


37) T.37 – Sobre a Revolução Cubana, é correto afirmar que


a)um número expressivo de padres católicos compunha as principais lideranças revolucionárias;
b)o êxito da revolução só foi possível graças ao apoio econômico de diversos países da América Latina;
c)o caráter socialista da revolução só foi assumido em abril de 1961, ainda que a vitória tenha acontecido em janeiro de 1959;
d)a vitória da revolução deve ser desvinculada da luta guerrilheira na Sierra Maestra;
e)o principal líder da revolução, Fidel Castro, militou no Partido Comunista Cubano desde sua juventude.
Resposta


38) T.38 – Sobre o governo de João Goulart (1961-1964), é possível afirmar que


a)tomou medidas claras e definidas para a implantação do socialismo no Brasil;
b)propôs as chamadas “reformas de base” que pretendiam promover, entre outras, as reformas agrária e urbana;
c)fechou os olhos às lutas guerrilheiras que se implantavam em diversos pontos do Brasil;
d)foi antiimperialista, promovendo a ruptura das relações diplomáticas com os Estados Unidos;
e)tomou medidas drásticas contra os capitais externos, nacionalizando as empresas estrangeiras.
Resposta


39) T.39 – Neste final dos anos noventa, a hegemonia mundial dos Estados Unidos parece mais incontestável do que nunca. No entanto, em meados dos anos oitenta, parecia a muitos que, pelo menos no âmbito da economia, os norte-americanos estavam sendo superados


a)pela China que, depois das reformas de tipo capitalista, empreendidas por Deng-Xiaoping, cresceu por mais de uma década a uma taxa anual de mais de 10%, e desenvolveu um sofisticado armamento nuclear;
b)pelo Japão, cuja economia, valendo-se do fato de não ter gastos militares, cresceu, a partir dos anos cinqüenta, a uma taxa constante e extraordinária, combinando alta tecnologia e pleno emprego;
c)pela Rússia que, depois do fim da União Soviética, aliviada do peso morto de muitas áreas atrasadas e estimulada pelas reformas capitalistas, aumentou sua indústria pesada, espacial e armamentista;
d)pela Índia que, graças à sua economia fechada e auto-suficiente, voltada para a fabricação de bombas atômicas, tornou-se uma potência de caráter continental, ambicionando tornar-se também uma potência marítima;
e)pela Alemanha que, depois da queda do muro de Berlim, quase dobrou sua população e seus recursos naturais e passou a contar com uma poderosa indústria voltada para a produção de armas químicas e nucleares.
Resposta


40) T.40 – “... nunca certas previsões do marxismo pareceram mais verdadeiras do que hoje: o que não deixa de ser bastante irônico, se considerarmos que isso se dá no momento em que o marxismo está desacreditado como filosofia social”
(Quentin Skinner, historiador inglês, 1998).
O que permite ao autor sustentar, respectivamente, a tese do descrédito e da validade do marxismo, fundamenta-se


a)no fracasso das experiências socialistas em nosso século e no aumento extraordinário tanto da riqueza quanto da pobreza no mundo;
b)no êxito do capitalismo em eliminar as crises financeiras periódicas e no seu fracasso em fazer diminuir a população mundial;
c)na capacidade do capitalismo para controlar a pobreza e na sua dificuldade para desenvolver tecnologias que resolvessem problemas ambientais;
d)no desaparecimento da luta de classes e na intensificação da concorrência e do conflito imperialista entre as potências capitalistas;
e)no êxito do capitalismo em globalizar a economia e na incapacidade do “Welfare State” (Estado do Bem-Estar Social) para humanizar o capitalismo.
Resposta